O que comer durante a menopausa?

A menopausa é um período em que as mulheres experimentam muitas doenças incômodas. Mudanças de humor, afrontamentos, ganho de peso, insônia – estes são apenas alguns dos sintomas da menopausa. Uma dieta adequada pode ajudar a aliviar distúrbios hormonais e reduzir os sintomas da menopausa. Qual dieta usar durante a menopausa?

Diet during menopause

A base de uma dieta saudável – também no caso da menopausa – é o fornecimento de alimentos minerais essenciais, micronutrientes e gorduras saudáveis. Além disso, comer alimentos não processados ​​ajuda a eliminar as calorias vazias e ajuda a manter a massa corporal normal. Conforme você envelhece, você precisa diminuir a quantidade de calorias consumidas, porque durante a menopausa, a massa muscular diminui e o metabolismo diminui.

Alimentos que podem aliviar os sintomas da menopausa.

Vegetais e frutas orgânicas devem ser a base da dieta, pois contêm todos os nutrientes e fibra alimentar valiosa. Brócolis e repolho ajudam a equilibrar os níveis de estrogênio e fornecem fibras alimentares, vitamina C, vitamina K e eletrólitos.

Alimentos ricos em fibra dietética são importantes para o bom funcionamento dos sistemas cardiovascular e digestivo e para a manutenção de um peso saudável. A fibra dietética ajuda a controlar o apetite, o peso corporal e o colesterol. As fontes mais ricas de fibra alimentar são, entre outras, nozes, grãos não purificados, legumes, abacates.

O nível de estrogênio no corpo pode ser complementado pela adição de produtos contendo os chamados fitoestrogênios à dieta. Fitoestrógenos são substâncias de origem vegetal que têm um efeito semelhante aos hormônios naturais produzidos pelo organismo. A melhor fonte natural de fitoestrógeno é a soja natto – fermentada.

Um componente essencial de uma dieta saudável – especialmente durante a menopausa – são as gorduras ômega 3. As melhores fontes de gorduras saudáveis ​​são salmão, alabote, sardinha, cavala e linhaça. Além de ajudar durante a menopausa, as gorduras ômega 3 ajudam na produção de hormônios, previnem osteoporose, depressão e doenças cardíacas.

As gorduras vegetais prensadas a frio estão envolvidas na produção de hormônios, além disso, elas eliminam a inflamação, aceleram o metabolismo e ajudam a controlar a massa corporal. Óleos vegetais não refinados são uma fonte de vitamina E, que participa na produção de estrogênio. Os óleos vegetais mais valiosos são: óleo de coco, óleo de palma, azeite e óleo de linhaça. Naturalmente, recomendamos apenas óleos prensados ​​a frio de culturas orgânicas não refinados. Um bom complemento para ácidos graxos insaturados essenciais pode ser suplementos dietéticos (por exemplo, OMEGA+++).

Outro componente importante de uma dieta saudável são os probióticos. Probióticos introduzir um equilíbrio da flora bacteriana intestinal e, assim, afetar a produção de hormônios: insulina, grelina, leptina. Iogurte, kefir, legumes em conserva, kimchi – estas são as fontes mais valiosas de probióticos naturais. A fonte de probióticos também pode ser suplementos dietéticos (por exemplo, DIGESTIVE+++).

Partilhe a sua opinião...